Fora de Colecção
 

Título: Filhos do Auroque
Autor(es):Caetano, Paulo
        Ferreira, Joaquim Pedro
        Ginja, Catarina

Pág.: 192
Número: 0
ISBN: 978-972-53-0536
Ano: 2013
Preço de Capa: €27.5
Preço Online: €24.75

Comprar


No início, eram feras. Bestas possantes, de cornos afiados e uma força assustadora. A sua figura foi gravada, pelo homem pré-histórico, até, nas rochas do Vale do Côa. Nesses tempos, muitos acreditavam que a sua força descomunal só podia ter uma origem divina. Eram adorados e temidos, mas quando transformados em comida matavam a fome a todo o clã, por várias luas. Quando o homem descobriu a agricultura e começou a construir povoados, novos animais começaram a fazer parte da paisagem modificada. O temível auroque esteve entre as primeiras espécies a serem domesticadas – e deu origem aos bovinos que hoje conhecemos. As raças autóctones que ainda sobrevivem nas planícies e montanhas portuguesas são testemunhos vivos de uma herança natural e rural única. O regresso do grande auroque pode estar para breve, graças a um ambicioso e controverso projecto científico europeu. E, quando isso suceder, um dos contributos genéticos mais importantes será de uma das nossas raças autóctones.

É esse mundo que nos é desvendado neste livro de Paulo Caetano – um autor que se tem dedicado às temáticas ligadas ao mundo rural e à conservação da natureza. Esta obra conta, ainda, com a participação de Catarina Ginja, uma investigadora que está a desenvolver os seus estudos de pós-doutoramento com uma bolsa Marie Curie, e é amplamente ilustrada pelas fotografias de Joaquim Pedro Ferreira

 
voltar